A emoção ajuda ou atrapalha um processo de vendas? Entenda!

A emoção ajuda ou atrapalha um processo de vendas? Entenda!

A emoção é um elemento muito importante em vendas. De maneira geral, ela ajuda a vender, desde que usada da maneira correta. No entanto, quando não controlada pelo vendedor, uma série de oportunidades podem ser perdidas pelo simples descontrole emocional.

A seguir, saiba mais sobre como o controle emocional para vendedores é importante para realizar vendas, e como despertar boas emoções nos prospectos trará ainda mais resultados. Continue lendo!

O cérebro quer sempre fugir

Antes de mais nada, é importante entender um fator determinante e que faz toda a diferença para quem busca vender: o “não” será a resposta majoritária. Lidar com isso é o primeiro passo para ter sucesso, já que ao ouvir “não” a todo momento, o cérebro sempre vai querer desistir.

O cérebro age dessa maneira pois ele está sempre na iminência de guardar energia para sobreviver. Tudo o que o cérebro quer, é sobreviver. E qualquer coisa que traga desconforto, necessidade de aplicação de energia ou resistência, pode ser encarado pelo cérebro como algo ruim – e as emoções podem tomar conta de maneira negativa.

A primeira resposta sempre será emocional

Qualquer tipo de resposta no piloto automático pode ser encarada como uma resposta emocional. Do ponto de vista de sobrevivência, há algum fator ali, na sua decisão, que vai resguardar energia ou mesmo fazer você ganhar algo grande e rápido para a sobrevivência, do ponto de vista instintivo.

Por isso, tomar cuidado com a primeira resposta é importante. Refletir e raciocinar sobre as decisões é fundamental. Inclusive, se você é vendedor, o “não” inicial de um prospecto pode ser transformado em um “sim”, desde que você o faça refletir e se emocionar pelas coisas certas.

Desperte emoções no seu cliente

Emoções, em vendas, não são necessariamente ruins. Inclusive, quando usadas da maneira certa, são extremamente valiosas. Por isso, desperte as emoções certas no seu cliente ou prospecto, e faça ele dizer mais “sim” do que “não”.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

quatro × três =